“O poema
não é escrito com armas
é escrito com o corpo.
Mas o corpo arde um pouco
de cada vez
que escreve”.

Alberto Pimenta – escritor, poeta e pensador português. É um inconformista político, e sua poesia carrega questionamentos sociais e controvertidos.
Para citar apenas uma de suas obras, “Ascensão de dez gostos à boca”, de 1977, é um dos meus preferidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *