É no teu sorriso
que todas as minhas sombras
somem.
É ali,
no meio das tuas costas,
que deposito beijo e cheiro
e espero habitar-te
num lento imaginar
de findar de dia,
assim
como quem veio pra ficar
minha chuva e teu sol
pelo arco
na íris dos teus olhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *