“Sou inconstante como o vento
Sou inconstante como a vaga
por isso fica
enquanto estou desvelada
enquanto eu não for
vento ou vaga”.

(Enquanto – Olga Savary, 1953)

Olga Savary é escritora brasileira, nascida em 1933, e ganhadora de diversos prêmios (inclua-se aí, dois Jabutis!).
Primeira a publicar um livro de poesias eróticas, tem em seu currículo inúmeras publicações e traduções.
Curiosidade: Drummond foi um apaixonado pela poeta (pela mulher e pela poesia).

p.s. E fui apresentada à sua poesia entre uma taça de vinho e outra, e eis que ao remexer em meus guardados, (re)descubro que era paixão antiga, perdida entre anotações de poemas ínfimos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *