Só queria dançar ao som do nada saber
desvestir-se dos medos
desenhar na pele
os contornos do mar.
Inventa-me:
sou onda
folha
e nua,
te espero ao acordar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.